VENTILAÇÃO NATURAL X VENTILAÇÃO FORÇADA. QUAL A DIFERENÇA?

outubro 31, 2018

O ar viciado de um ambiente não deixa ninguém confortável, além de ser sufocante, ele pode ser perigoso. Por isso é essencial que haja sempre nos ambientes uma circulação permanente, seja ela natural ou forçada.

Logo pela manhã é saboroso abrir as janelas de sua casa para sentir a brisa da manhã, um ar renovador e inspirador. Porém o que muitas pessoas não sabem, é que esse ar vai muito mais além do que trazer o bem-estar. Ele é sinônimo de renovação.

A renovação do ar é importantíssima, pois nela poderá conter diversas doenças, gripes, bactérias e viroses. Além de outras doenças mortais como a Influenza. A eliminação do ar que pode conter impurezas pode ser feita de duas maneiras, de modo que a circulação permanente seja feita por ventilação natural ou forçada.

Veja a seguir a diferença dos dois tipos de circulação permanente e as maneiras que você pode implementar no seu local.

 

Como obter ventilação natural

Para você poder ter um ambiente agradável é essencial que o ar transite livremente.

Então você pode escolher a ventilação natural, que consiste em todo o ar que entra naturalmente da rua em sua casa, empurrando o ar viciado, que estava no ambiente, para fora.

O ar natural renova o ambiente, trazendo micro-organismo que auxiliam na boa leveza do ambiente, além de retirar todas as toxinas do local. Para você poder ter a ventilação natural em sua casa é necessário que você faça o uso de janelas, deixando-as por grande parte do tempo abertas. Também há a possibilidade da utilização de coifas ou exaustores movidos a ar. Geralmente instalado em topos de depósitos, pois o ar os move.

Em apartamentos é utilizado os primas, que são peças com furos onde passa o ar, assim além de renovar o ar, evita que vazamentos de gás fiquem preso dentro de peças e possam causar até explosões.

Em alguns tipos de construções, são feitas a circulação permanente cruzada, onde o ar entra pelo primeiro pavimento e sai pelo segundo, sendo ele construído com um pé direito duplo.

Outro modo de gerar circulação permanente do ar, é o uso de saídas permanentes de ar, são dois orifícios (superior e inferior) com diâmetros determinados feitos nas paredes que geram contato com o ambiente externo, essa pratica é principalmente utilizada em cozinhas para que caso ocorra um vazamento de gás o mesmo possa ser “empurrado” para fora do ambiente.

Para dar acabamento a esses orifícios feitos nas paredes, instala-se grelhas de ventilação, as quais além de gerar ótimo acabamento, possuem “venezianas” que permitem a circular do ar, mas impedem a entrada de chuva, como também, as grelhas de ventilações possuem em sua parte interna, tela de contenção de insetos.

Como obter ventilação forçada

Todos os ambientes necessitam de ar, portanto alguns ambientes não têm sua estrutura desenvolvida para o ar percorrer naturalmente.

Será necessário instalar uma ventilação forçada para manter a circulação de ar permanente. Os sistemas de ar-condicionado são muito utilizados, porém eles precisam de manutenção. Recentemente, foi aprovada a lei da renovação do ar seguro, onde as empresas são obrigadas a substituir os filtros de ar dos sistemas.

Em algumas casas e até mesmo banheiros de shoppings são instalados exaustores elétricos, que terá a função de empurrar o ar para rua e manter a circulação permanente de ar.

A troca e renovação do ar em lugares é fundamental, pois além da prevenção da propagação de diversos tipos de doenças pode evitar a morte por asfixia, como é o caso de banheiros domésticos.

As duas ventilações são excelentes e melhoram nossa qualidade de vida. Não deixe de ter em sua casa, pois é segurança para a sua estrutura e sua vida.

Clique, baixe e aproveite para ler também:

(c) Durak 2016. Desenvolvido por aleto