AS PRINCIPAIS ABERTURAS PERMANENTES DE VENTILAÇÃO

outubro 29, 2018

Em certas cidades brasileira, como no sul do país, o frio é intenso e nada melhor do que um ambiente quentinho e protegido do frio. Porém a troca de ar entre o interno com o externo é muito importante, pois o ar interno pode estar contaminado.

Essa contaminação pode ser por vírus ou vazamento de gás, a abertura permanente de ventilação garante a constante renovação do ar, evitando até mesmo um acidente.

Assim é essencial instalar um mecanismo de ventilação para saída permanente de ar, ele é requisito básico para locais comerciais, sem acesso a janelas e habitações com grande número de pessoas, como condomínio por exemplo.

Para esses locais a falta da abertura permanente de ventilação torna impossível o requerimento da certidão do habite-se, que é a confirmação da prefeitura de sua cidade que a construção ou reforma está dentro das regras da cidade.

Veja a seguir os principais modelos de sistemas que geram a ventilação permanente do ar.

 

Escolha a abertura permanente de ventilação

É necessário você escolher abertura permanente de ventilação mais adequada, você pode consultar seu engenheiro para averiguação qual modelo se enquadra melhor na sua obra.

Além de evitar que o gás fique preso em caso de vazamento, a ventilação permanente evita a queima do oxigênio em caso de cozinha com fogões ou banheiros sem a saída para ar.

Já para indústria que possuem muitos funcionários e máquinas, a ventilação garante o conforto térmico. Melhora a temperatura do ar e a umidade. Alguns tipos de ventilação são prismas, venezianas, exaustores, lanternim, entre outros. Veja a seguir como realizar a instalação de cada um.

 

Prismas de ventilação

Os prismas de ventilação são vãos entre os prédios a fim de que o ar circule em pontos inalcançáveis. Geralmente as janelas de cozinhas e banheiro ficam voltadas para os primas. Podemos encontrar esse tipo de instalação em condomínio e hotéis.

A instalação deve ser inserida no projeto, não há como realizar depois da construção pronta, e o engenheiro é o responsável pela criação do projeto. Essa instalação é feita através de janelas, grades ou venezianas que farão a troca de ar permanente.

 

Grelhas de ventilação “venezianas”

As grelhas de ventilação possuem um aspecto de “venezianas” que permitem a entrada e saída de ar, evitando que o ar fique concentrado no ambiente. Assim se elimina o gás de vazamento em cozinhas, ou se renova o oxigênio queimado na chama de fogões.

As grades são geralmente de material plástico ABS com adição de anti UV, possuem tela contra insetos e suas “venezianas” impedem a entrada de chuva. A instalação pode ser feita mesmo depois da obra pronta, porém terá que realizar a quebra ou furo de uma parede ou espaço para a instalação. Com auxílio de um engenheiro você pode selecionar o melhor local para realizar a instalação da saída permanente de ar.

Exaustores

Os exaustores são os mais utilizados, eles podem ser movidos pelo próprio vento ou elétrico. Os grandes exaustores de coifa são facilmente instalados no topo de grandes pavilhões, sugando o ar para fora do local e deixando entrar o ar novo.

Nas cozinhas e banheiros são utilizados os dois tipos. Em banheiro os elétricos ativados ao acionamento da luz do local e nas cozinhas de acordo com a necessidade.

Ele pode ser instalado em pequenas obras ainda durante a construção, nos pavilhões serão instalados sobre coifas, e para os locais comerciais na parede ou teto, de acordo com sua disponibilidade.

 

Lanternim

São pequenos “telhados” instalados sobre as cumeeiras, a fim de que haja espaço para a saída de ar.

Ideal para grandes pavilhões que possuam aumento de temperatura. Pois como o ar quente tem a tendência a subir ele é facilmente empurrado para fora. O auxílio de venezianas laterais auxilia o processo de troca. Pode ser instalado durante a construção ou após, mas necessitará modificação estrutural no seu telhado caso queira implantar.

 

Clique, baixe e aproveite para ler também:

(c) Durak 2016. Desenvolvido por aleto